AZEITE, UM SUPER ALIMENTO A REDESCOBRIR.

Miranda by SAPO | #PESO E MEDIDA

Usado na composição dos melhores óleos, cremes e loções, as suas características vão muito para além das suas funções como ingrediente de beleza.

Desde a antiguidade que o azeite é considerado um poderoso aliado da nossa saúde. Na famosa dieta mediterrânica é mesmo um dos seus pilares. Mas será assim tão completo? Fará mesmo a diferença na nossa saúde? E a resposta é: sem dúvida que sim!

Acredito que depois de ler o seguinte texto vai encontrar as razões que farão de si uma pessoa ainda mais bonita e saudável e encontrará no azeite um poderoso aliado.

Antes de mais, importa saber que o azeite resulta da extracção por processos mecânicos do “sumo” das azeitonas, o fruto da oliveira, árvore de grande longevidade. O seu sumo é de tal forma poderoso que se considera, o azeite, um super alimento.

USADO NA CONSTITUIÇÃO DOS MELHORES ÓLEOS, CREMES E LOÇÕES, AS SUAS CARACTERÍSTICAS VÃO MUITO PARA ALÉM DAS SUAS FUNÇÕES COMO INGREDIENTE DE BELEZA.

Digo mesmo que é nas características nutricionais que está o real valor deste ingrediente milenar e que nos deve entusiasmar para que possamos usar o azeite, em abundância q.b., no nosso dia-a-dia.

É dos alimentos mais importantes na nossa gastronomia e isto deve-se à versatilidade na confecção e no realce de paladares e sabores dos diferentes alimentos. Mas é nas características nutricionais que se escondem as suas verdadeiras mais valias e o tornam um super alimento.

Riquíssima fonte de ácidos gordos monoinsaturados, onde predomina o ácido oleico (ómega 9), apresenta também níveis elevados das vitaminas A, E e K, de compostos fenólicos e flavonoides. Este poderoso cocktail confere ao azeite uma acção protectora de doenças cardiovasculares, no controle da tensão arterial e colesterol, na estabilização dos níveis de glicose e função cognitiva.

Mas são os compostos fenólicos que nos protegem contra a oxidação celular e que contribuem para um envelhecimento celular saudável, tornando o azeite um excelente alimento anti-ageing, capaz de evidenciar as melhores características das nossas células, protegendo-as do envelhecimento precoce.

Todos as nossas células, tecidos e órgãos saem valorizados. Na cosmética, há quem o use para proteger e harmonizar a pele, tornando-a mais lisa e uniforme; no plano capilar, para tornar o cabelo menos seco e baço, mas é nas funções cognitivas que o seu papel parece ser mais evidente por retardar o desgaste das células cerebrais preservando a sua jovialidade.
A temperar saladas, pratos de peixe, para “molhar” o pão ou simplesmente para degustar e realçar certos sabores, o azeite é um alimento que felizmente está bem enraizado na nossa alimentação.


O seu uso diário é assim recomendado ficando apenas por saber como escolher um bom azeite:

 . O azeite é muito sensível à luz ambiente. Prefira o azeite em embalagem opaca.
 
. As características de um bom azeite vão sendo alteradas com o tempo e ao contrário de um bom vinho, que vai ficando cada vez melhor, recomenda-se, no caso do azeite, o seu consumo o mais próximo possível da data colheita, até um máximo de 2 anos após.

 . Escolha azeite extra virgem, claro! Mas o ideal será o de produção biológica e se possível extracção a frio. Este pequeno detalhe acrescenta uns pontos extra quando à quantidade e riqueza dos compostos fenólicos protectores mas também nos restantes compostos e vitaminas do azeite. Os sabores saem valorizados, e a acidez é baixa e estabilizada e os componentes nutricionais de super qualidade.


Temos assim um alimento de excelência, uma fonte de energia e de ácidos gordos essenciais de altíssima qualidade capazes de afirmar o azeite como um superalimento.


#PESO E MEDIDA